Você está aqui

Joaquim da Fonseca



Fonte
material extraído do jornal Zero Hora, 27/05/1999. Gentileza de Elizabeth Kasper.

Desenhista e pintor. Alegrete, 1935.

Foi ilustrador, diagramador e chefe de redação da extinta Revista do Globo. É detentor do título Master of Fine Arts, concedido pela Universidade de Syracuse (EEUU), exerceu durante algum tempo função de diretor de arte da MPM Propaganda. Além de artista plástico é professor de Comunicação Visual e Gráfica da UFRGS.

Participa de mostras desde a década de 1950. Ilustrou a série de livros TRAÇANDO, com textos de Luiz Fernando Veríssimo e nos últimos anos vem se dedicando à aquarela com temas voltados à paisagem urbana e rural do Rio Grande do Sul.

"Não sou bom cavaleiro, então tento participar desenhando." Assim Patrícia Rocha, em 27/05/1999, em matéria publicada na Zero Hora, começa seu comentário sobre uma mostra de Joaquim, que se realizou na Galeria Mosaico, chamada de As Estâncias. Desenhando seria a sua forma de participar da rotina e da paisagem dos campos gaúchos. Usando a técnica da aquarela - segundo ele porque realça a paisagem, - ele registra as cenas de planícies de criação de gado, lavouras de arroz e casas antigas. É dele, também, o cartaz do filme de Sérgio Silva - Noite de São João.

Referência Bibliográfica: Dicionário de Artes Plásticas no Rio Grande do Sul, de Renato Rosa e Decio Presser - 1ª Edição, 1997 e texto publicado na ZH, dia 27/05/1999 de Patrícia Rocha.

Imagens

Clique na imagem abaixo para slideshow de outras.