editado em
08/01/2001

Formatura do Curso de Danças!

turma se formando

Introdução

Que tal, chê?

Bueno, talvez pouca gente saiba (ou muita), mas faz bem pouco tempo (uns 5 anos) que me voltei para a cultura gaúcha. De lá pra cá, editando todo o mês a Página do Gaúcho, acho que já estou quaaaaase recuperando meu atraso... Hehehehe..

E além de comprar pilcha, tomar chimarrão, ler e muito sobre a cultura, fazer amigos e coisa e tal... Faltava algo: aprender nossas danças de salão pra quanto tu me convidares prum churrasco seguido de baile eu não fazer feio.

Assim, no mês de setembro de 2000, junto com minha esposa, mais minha filha roqueira (que foi praguejando ao curso) e meu sobrinho Nathan, iniciamos o curso com o professor Adriana Ferreira.

Como foi o curso

Calma, calma, as fotos do bonitão já vão chegar!!!

O curso foi executado durante 3 meses, todas as terças-feiras, das 20:30 até as 22:30 na sede da Associação dos Funcionários do Hospital de Clínicas, ali na Ramiro Barcelos, Porto Alegre. O mestre era o inigualável Luiz Adriano Araújo Ferreira, fone 51.9975-3375, que ministra seus cursos regularmente por lá.

Escolhemos este curso de dança por vários motivos: por que é pertinho de casa, por que o ambiente é simples, despojado de pompa e repleto de alegria e humildade e por que o professor é muito bom mesmo.

Entonces, depois de 3 meses indo com chuva todas as noites pra lá, pisando no pé da prenda umas 20 vezes por noite, saindo de fininho para o intervalo, por que o suor era bruto, chegou o dia da formatura!

Da formatura

A formatura foi realizada lá no CTG Sentinela dos Pampas, na Intercap.

Uma ansiedade brotava dos poros de todos os participantes e dava pra encher baldes de leite. Uma noite quente, um povo lotando o ambiente e nosotros por ali, nervosos por que não sabíamos se tudo ia sair certinho e coisa e tal.

Entonces, pra quem nunca viu uma formatura assim, entramos em fila, prenda e peão lado-a-lado, ingressando no salão de danças do CTG.

Fizemos uma voltinha pelo salão e sentamos nos vários bancos instalados.

Depois do discurso do patrão do CTG, do patrão da Associação e do professor, este daqui... hehehe... foi chamado a falar em nome dos alunos. Claro que, bonachão do jeito que sou, fui mais rápido em meu discurso que enterro de leproso e apenas elogiei o mestre e contei uma anedota pra alegrar o ambiente.

Assim, o mestre chamava um aluno, ele ia lá, recebia seu lenço do padrinho e voltava pro lugar. As prendas recebiam lenços.

Em seguida dançamos uma série bem baguala que foi a seguinte: polonaise, bugio, chamame, marcha, milonga, polonaise, rancheira, valsa, vaneira.

Depois disso e bem ligeirinho, se abriu o baile pra todo mundo que quisesse bailar no salão.

Espera aí...

O meu objetivo maior aqui foi chamar a tua atenção que, se tu ainda não sabes dançar nossas músicas tradicionais de salão, não custa nada. O curso foi bem barato, as instalações dez e o professor melhor ainda.

Tu só tens que vencer essa preguiça de ficar na frente da TV todas as terças-feiras, a vergonha de pisar no pé da prenda de vez em quando (tá todo mundo lá pra aprender mesmo, ora) e investir em ti. Já imaginou bailar o resto da vida uma milonga ou um vaneirão?!

Baita abraço e não te acanha!

El Roberto Cohen
08/01/2001



Imagens (clique sobre para imagem maior)



dono do baile

casal de amigos

dançando com a mana

dançando com a filha

professores

povo esperando canudo






avô com netos

sogro e nora

sobrinho, meu pai e eu

Isaac e Roberto

povo comprando camisetas

casais formandos






discursando...

retrato pra quadro da sala

filha e sobrinho

Jaquelinda recebe diploma

minha vez