CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 15 DE AGOSTO DE 2001

Um poeta para patrono da Feira
Armindo Trevisan foi o escolhido como patrono da próxima edição da Feira do Livro de Porto Alegre




Barbosa Lessa entrega o troféu de patrono para Armindo Trevisan


A Câmara Rio-Grandense do Livro anunciou ontem o nome do patrono da 47ª Feira do Livro de Porto Alegre: Armindo Trevisan. O anúncio ocorreu durante um almoço no restaurante Il G para imprensa e personalidades do meio cultural, entre as quais estava presente o secretário estadual de Cultura, Luiz Marques.

No evento, o patrono da Feira do Livro do ano passado, Barbosa Lessa, passou o troféu referente ao cargo a Trevisan. Em seu discurso, Barbosa Lessa ressaltou que se sentiu muito feliz como patrono. 'Cansar nunca cansei. Saí um guri de tão contente no fim daqueles dias da Feira', disse. Trevisan destacou a obra de seu antecessor e usou a palavra 'Agradecer', título de seu mais recente poema - lido no local - para expressar sua gratidão pela homenagem.

Trevisan nasceu em Santa Maria, em 1933. Estudou e formou-se em Filosofia e Teologia, tendo feito doutorado em Filosofia na Universidade de Fribourg, na Suíça. Atuou como professor na Ufrgs e em cursos particulares na área de História da Arte. Sua obra literária é composta de aproximadamente 20 livros, principalmente dedicados à poesia ou a ensaios. Como poeta, acumula diversos prêmios, entre eles o Prêmio Nacional de Poesia Gonçalves Dias, da União Brasileira de Escritores, com a 'Surpresa do Ser', em 1964.

'Sempre tive a preocupação de fazer livros que ajudassem as pessoas a entender melhor o meio cultural', explica Trevisan. Esta dedicação tornou-se concreta em ensaios como 'A Poesia: uma iniciação à leitura poética' (2000) e 'Como Apreciar a Arte: do Saber ao Sabor: uma síntese possível' (1990). Entre outros ensaios estão 'Escultores Contemporâneos do Rio Grande do Sul' (1982) e 'A Escultura dos Sete Povos' (1978).

O presidente da CRL, Paulo Flávio Ledur, destacou que este parece ser o ano da poesia, pois, além do patrono ser um poeta, será inaugurada durante a Feira uma escultura-monumento na Praça da Alfândega, homenageando dois outros poetas, Carlos Drummond de Andrade e Mario Quintana. A Feira será de 26 de outubro a 11 de novembro na Capital.



Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil